UFC Moitense 1 – 1 Amora FC (Seniores) – Falta de eficácia castiga Amora FC

O Amora Futebol Clube deslocou-se ontem à Moita, na 19ª jornada da 1ª divisão da A.F. Setúbal, mas não conseguiu levar de vencido o União Futebol Clube Moitense.

A massa associativa do Amora deslocou-se ontem em bom número à Moita, mas desta vez não houve tantas razões para sorrir no final do jogo, como aliás tem sido hábito jornada após jornada.

O Amora até entrou muito melhor no jogo, a pressionar o seu adversário até à própria baliza mas sem conseguir concretizar nenhumas das inúmeras oportunidades que iam surgindo. Quando não era a falta de pontaria, era Pedro Chusso que ia enchendo a baliza do Moitense.

A cinco minutos do intervalo, surpresa no Juncal Desportos: livre batido pelo esquerdino Rafa do lado direito, ainda muito longe da baliza do Amora, mas a bola a bater na trave e a entrar. Madureira foi traído pelo vento que se fazia sentir no Juncal Desportos. Algum azar para Madureira que não sofria um golo há quase 700 (!!!) minutos. Apesar da superioridade da equipa visitante, era a equipa da casa que saía para o intervalo a vencer. Pela primeira vez esta época no campeonato, o Amora saía para o intervalo derrotado.

No recomeço da partida, o Amora a apresentar-se novamente muito pressionante e com vontade de marcar. Ainda não estava decorrido um minuto de jogo na segunda metade e já estava feito o empate: França bate o canto na esquerda e Balela inscreve o nome na lista de marcadores com um golpe subtil de cabeça. Tudo levava a crer que o Amora iria dificultar e muito a vida ao Moitense e, pese embora a falta de eficácia, foi mesmo isso que aconteceu. Sucedeu-se nova série de oportunidades para o Amora mas por azar, por falta de pontaria, ou por Pedro Chusso, a bola teimava em não entrar. Lacão, Peter e Edson tinham estado muito perto do golo na primeira metade e na segunda metade foi a vez de Bruninho, Pedro Pereira, Joca e França.

Pedro Pereira esteve na cara de Pedro Chusso mas no confronto de Pedros, a mancha de Chusso encheu a baliza do Moitense (53′). Bruninho tentou de cabeça após grande cruzamento de Edson mas sem sucesso (63′). Pedro Pereira voltou a tentar e atirou muito forte mas por cima (70′). Mas foram mesmo Joca e França que tiveram nos pés as duas melhores oportunidades para o Amora.

A menos de dez minutos do final do tempo regulamentar, o juiz da partida David Salvador assinala grande penalidade para o Amora, por falta sobre Bruninho no interior da grande-área. Chamado a converter, e depois de alguma confusão dentro das quatro linhas, Joca a permitir a defesa de Chusso. Apesar da excelente parada, os juízes da partida consideraram que Pedro Chusso teria dado um passo em frente antes da marcação e mandaram repetir a grande penalidade. Desta feita foi França que foi chamado a converter mas novamente sem sucesso: remate por cima ainda a raspar na trave. Já no tempo extra, nova oportunidade para Joca novamente parada por Pedro Chusso e o empate manteve-se no marcador.

Apesar de não ter conquistado a vitória, o Amora mantém-se na liderança com os mesmos oito pontos de vantagem para o seu seguidor directo, o Barreirense, que também não foi para além de um empate na deslocação a Palmela.

No final, destaque para a falta de eficácia do Amora que acabou por ser determinante no resultado final do encontro. O Amora continua invencível no campeonato, com o melhor ataque e a melhor defesa, embora interrompa assim uma série de doze jornadas seguidas a vencer.

O Amora Futebol Clube endereça um agradecimento especial ao Exmº Sr. Presidente do União Futebol Clube Moitense, João Soeiro, pela hospitalidade com que toda a comitiva do Amora foi recebida.

No próximo domingo, o Amora Futebol Clube recebe o Palmelense Futebol Clube, para jogar a 20ª jornada da 1ª Divisão da AF Setúbal.

 

Viva o Amora Futebol Clube!

A Direcção de Comunicação – Amora FC