shopping-bag 0
Itens : 0
Subtotal : 0.00
Ver Carrinho Finalizar

Palmelense FC 1 – 1 Amora FC (Seniores) – 1-3 após penalties, coloca Amora FC nas Meias Finais da Taça!

O Amora Futebol Clube deslocou-se ontem ao Campo Cornélio Palma para disputar os Quartos de Final da Taça A.F.S “Joaquim José Sousa Marques”, tendo saído vitorioso num jogo de nervos onde apenas os penalties ditaram o vencedor da partida.

No jogo anterior e na respectiva crónica falámos de Primavera mas sem dúvida que foi completamente omissa no decorrer da tarde de ontem. Estávamos perante uma tarde de Inverno com o vento e a chuva intensa a pretenderem ser os protagonistas principais deste jogo.

Não seriam no entanto os protagonistas maiores deste jogo, uma vez que a Direcção do Palmelense reivindicava esse mesmo titulo com a colocação dos ingressos de jogo a 10€! Era sem dúvida com frustração que víamos inúmeros adeptos a regressarem ás suas casas, rejeitando pagar a exorbitante quantia solicitada no Campo Cornélio Palma!

Pese o exposto, ainda se registava uma interessante moldura humana proveniente da Amora e encaminhada para a zona de peão do Campo Cornélio Palma, sem quaisquer condições condignas para que se presencie um espectáculo.

O jogo dava inicio e Élio Santos tinha promovido algumas alterações no onze inicial com as entradas de Edi Tavares e Eddy Lami, sendo ainda que na baliza estreava-se Thierry.

O Amora Futebol Clube é o actual vencedor e sem dúvida que pretende revalidar o titulo mas sem dúvida que o Palmelense era um adversário a respeitar e que começou o jogo com maior iniciativa embora sem que criasse lances de perigo significativo.

O Amora tentava equilibrar a posse de bola e sair a jogar, percebendo-se desde cedo que seria um jogo com muita virilidade à mistura e começava a parecer claramente que Tiago Rodrigues não conseguiria controlar o jogo. Estava decorrido o primeiro quarto de hora, quando Rui atinge de forma algo violenta Edi Tavares, sem que a equipa de arbitragem assinalasse a devida falta.

Estava sobretudo a ser um jogo sem grande interesse, até porque ambas as equipas pareciam receosas de arriscar e de acabar em desvantagem numa fase prematura do jogo.

Foi aos 22′ minutos que após uma falta não assinalada contra Thierry e dando origem a um canto que o Palmelense adianta-se no marcador. Após alguma confusão e num pontapé de ressaca, Miguel Matos foi assertivo e marcava assim o golo que permitia adiantar a sua equipa no marcador.

O Palmelense ia controlando a vantagem mínima e até ao intervalo apenas realce para mais algumas faltas e protestos com a exibição de cartões amarelos a França aos 36′ para o Amora e a Mira e Pimenta para o Palmelense, aos 43′ e 45′ minutos, respectivamente.

O Amora não conseguia impor o seu jogo e certamente que teria que mudar o “chip” e aproveitar o intervalo para o fazer.

Élio Santos não se mostrava satisfeito e ao intervalo deixaria no balneário Edi Tavares e Eddy Lami, colocando em jogo Tiago Lacão e Pedro Pereira.

O Amora iniciava a segunda parte com maior pendor ofensivo e de forma mais atrevida em busca da igualdade, aproveitando os espaços concedidos pelo corredor esquerdo e com destaque para Edson que rompia com sucesso e cruzava para a grande área, encontrando sempre os cortes da sempre atenta linha defensiva do Palmelense.

Aos 53′ e após uma sequência de cantos a beneficiar o Amora, eis que aparece pelas alturas o nosso capitão, Balela! Eis que sem vacilar e com mais um cabeceamento certeiro, acabava por repor a igualdade no Campo Cornélio Palma e diga-se com justiça pelo desempenho e afinco demonstrado pela turma Amorense neste inicio de segunda parte.

O Amora continuava a insistir em jogadas rápidas e de contra ataque e aos 57′ minutos é Bruninho que vai falhar a reviravolta no marcador.

No entanto, foi aos 64′ minutos que o Amora sofreu nova contrariedade com a lesão de Hugo Graça que prontamente pediu a substituição para o seu banco e foi prontamente substituído por Bernardo.

Atingíamos o último quarto de hora e ambas as equipas mostravam-se mais cautelosas, embora tentando chegar ao golo da vitória, como é exemplo aos 76′ minutos o remate de Bruninho para defesa de Pardana com os pés!

Já “cheirava” a prolongamento no Campo Cornélio Palma mas não sem antes assistirmos a Hugo Rosa ser ensanduichado sem que nada se marcasse…

O Amora ia esgotar as substituições e refrescava o seu colectivo para o eventual prolongamento, entrando Fabinho e David Maside para as saídas de Hugo Rosa e França, respectivamente.

Terminados os 5′ minutos de tempo adicional concedidos por Tiago Rodrigues e o prolongamento era uma certeza, à medida que o vento e a chuva intensificavam em Palmela.

Iniciava-se o prolongamento mas a verdade é que o jogo ia mantendo o equilíbrio com uma maior disputa a meio campo e sem lances de perigo iminente, realçando apenas mais uma vaga de amarelos, neste caso exibidos a Adérito, Lacão e Edson.

Terminava o prolongamento sem história e era mesmo na lotaria das grandes penalidades que o Amora iria sair vencedor após Bruninho, Balela e Edson marcarem os seus penalties, perante a ineficácia dos jogadores do Palmelense em conseguirem bater Thierry que esteve inspirado na sua estreia ao defender dois penalties.

O Amora Futebol Clube irá defrontar o União Sport Club no Estádio de Miróbriga em 25 de Abril pelas 15.30h em jogo a contar para as Meias Finais da Taça A.F.S “Joaquim José Sousa Marques”.

No próximo Domingo, o Amora Futebol Clube desloca-se a Sines para defrontar o Vasco da Gama de Sines, a contar para a 21ª jornada da 1ª Divisão da AF Setúbal. O Amora irá novamente disponibilizar um autocarro para os adeptos que pretenderem acompanhar a equipa a Sines. As respectivas inscrições deverão ser efectuadas na secretaria.

 

Viva o Amora Futebol Clube!

A Direcção de Comunicação – Amora FC

Deixar Resposta