União Sport Club 1 – 1 Amora FC (Seniores) – 5-4 após penalties e Amora FC é empurrado para fora da Taça!

O Amora Futebol Clube deslocou-se ontem até Santiago de Cacem, ao Estádio Municipal de Miróbriga para disputar as Meias Finais da Taça A.F.S “Joaquim José Sousa Marques”, tendo saído derrotado apenas nas grandes penalidades.

O Amora enquanto candidato e vencedor da edição anterior apresentava algumas alterações no seu onze inicial com a entrada de Thierry, Peter e Bernardo.

O jogo iniciava em Santiago Cacem numa bonita tarde e com a presença de sol, calor e de uma interessante massa de adeptos que pese a distância, deslocaram-se ao Municipal de Miróbriga para apoiar a turma Amorense.

O União jogava no seu reduto mas a verdade é que inicialmente foram ambas as equipas a demonstrar alguma cautela e a protagonizar um jogo bastante disputado a meio campo e sem apresentarem lances de perigo junto das suas áreas.

Aos 9′ minutos e em mais um lance de génio de Joca a driblar alguns adversários, vai cruzar para Peter que vai desviar para dentro da baliza defendida por João Correia num lance que gerou alguma polémica com os jogadores do União a protestarem junto da equipa de arbitragem. Rui Chixareiro apontava para o meio campo e o Amora ganhava vantagem no marcador.

O União iria reagir ao golo sofrido mas a defensiva Amorense mostrava-se concentrada e implacável para com o ataque do adversário, sendo que apenas aos 13′ minutos vai permitir cabeceamento a Mauro mas sem qualquer perigo e para defesa de Thierry.

O União tentava contrariar a vantagem dos Amorenses com algumas bolas paradas, conforme livre marcado aos 18′ minutos mas com França a aliviar prontamente.

O tempo ia passando e voltávamos a assistir a um jogo essencialmente disputado a meio campo e apenas aos 36′ minutos e numa recuperação de Joca perante a defensiva do União e após uma diagonal, vai rematar forte para uma excelente defesa de João Correia.

O União tentava sair rápido e em contra ataque mas o Amora ia dominando o jogo e apenas realce para uma agressão a Joca a meio campo e com Rui Chixareiro a não exibir qualquer cartão ao jogador do União, livrando Alexandre Couto da respectiva expulsão, uma vez que o jogador já tinha sido alvo de cartão amarelo em jogada anterior. Os ânimos aquecem e Ruca acaba por ser expulso por protestos, obrigando à intervenção da Guarda Nacional Republicana.

O intervalo chegava com o Amora em vantagem.

No inicio da segunda parte, Élio Santos iria fazer entrar Edson para saída de Tiago Lacão e o Amora procurava uma vantagem mais dilatada que permitisse outra segurança no marcador.

O União vai entrar mais atacante na segunda parte e é o recém entrado Tiago Lopes que aos 51′ vai rematar para defesa atenta de Thierry.

Aos 57′ minutos é de novo o “endiabrado” Joca que vai ganhar a linha e com uma fantástica trivela vai colocar em Peter que remata às malhas laterais. Houve quem gritasse golo no Municipal de Miróbriga!

As oportunidades surgiam a espaços largos mas ambas as equipas demonstravam que têm nos seus planteis guarda redes de valor!

Aos 61 e 64′ minutos, Élio Santos volta a mexer na sua equipa com as entradas de Bruninho e David Maside para as saídas de Peter e Bernardo.

Estavam decorridos 66′ minutos quando André Dias (Director Desportivo do Amora FC) é expulso por Rui Chixareiro, alegadamente por protestos.

Aos 76′ minutos, Pedro Pereira vai pedir a substituição já visivelmente cansado e entra Fábio Charrua na equipa Amorense.

O jogo decorria com sinal mais para o União Sport Club e aos 80′ minutos, Rui Chixareiro vai apontar para a marca de grande penalidade após a mesma ser assinalada pelo seu árbitro assistente José Frade. O União atacava e numa bola colocada na grande área para Tiago Lopes, o mesmo vai cair, dando a entender falta de Balela. Na conversão da grande penalidade, Amândio Ramião empatava o jogo quando faltavam apenas 10′ minutos para o fim da partida.

Adivinhava-se novo prolongamento para o Amora que já tinha disputado o mesmo em Palmela (Quartos de Final) e denotava-se mais coração do que cabeça, sendo exibidos alguns cartões amarelos por protestos.

O jogo terminava com o empate e ambas as equipas preparavam o prolongamento, sendo que foi o Amora que entrou com o pé direito e por pouco não voltou a ficar em vantagem. Aos 92′ minutos e num canto batido por França, vai aparecer Joca a cabecear com uma enorme defesa de João Correia.

Ambas as equipas iam alternando lances de ataque e aos 96′ minutos, golo anulado a Bruninho por suposta posição irregular do atacante do Amora. Na resposta, o União vai fazer Thierry brilhar com nova defesa. Sem dúvida que era a tarde dos guarda redes!

Passamos para a segunda parte do prolongamento e aos 107′ fantástico cruzamento remate de Edson pela esquerda e com João Correia a fazer uma enorme defesa para impedir o golo da vitória do Amora.

O cansaço já se fazia sentir no Municipal de Miróbriga e a indefinição no marcador deixava os adeptos de ambas as equipas ansiosos pelo desfecho deste jogo.

Terminava o prolongamento e seria na lotaria das grandes penalidades que o Amora acabaria derrotado por 5 a 4, sendo que Fábio Charrua na execução do último penalti, acabaria por permitir a defesa a João Correia.

O Amora felicita o União Sport Club pela presença na Final da Taça A.F.S “Joaquim José Sousa Marques”!

No próximo Domingo, o Amora Futebol Clube recebe o FC Barreirense no Estádio da Medideira, a contar para a 24ª jornada da 1ª Divisão da AF Setúbal.

 

Viva o Amora Futebol Clube!

A Direcção de Comunicação – Amora FC