shopping-bag 0
Itens : 0
Subtotal : 0.00
Ver Carrinho Finalizar

Amora FC 2 – 0 SC Praiense (Seniores) – Amora vence na raça!

Foi uma bela tarde de futebol que se viveu este domingo no Estádio da Medideira, com o Amora Futebol Clube a receber o líder do campeonato Sport Clube Praiense na 28ª jornada da Série D do Campeonato de Portugal.

Com as bancadas vestidas de gala, os primeiros minutos não tiveram a emoção que se esperava. As duas equipas procuravam o domínio da posse de bola e os lances de perigo acabam por ser nulos. O Amora foi o primeiro a aproximar-se da baliza à passagem do minuto dezasseis, quando Leo Tomé marcou um livre directamente para a cabeça de Jussane com o avançado a ser incapaz de dar a melhor direcção à bola e a cabecear ao lado.

A equipa da casa ia explorando velocidade dos seus extremos, jogando muito pelas alas com Joca e Elói a serem os principais visados na altura de construir lances de ataque. E foi exactamente num lance individual de Elói que nasceu o primeiro golo da partida. O extremo esquerdo recebeu um passe e depois de avançar vários metros, entrou dentro da área e tentou cruzar. O esférico acabou a embater na mão de um dos defesas açorianos e o árbitro Bruno Rebocho não teve outra opção que não assinalar grande penalidade. Joca assumiu a responsabilidade e enganou o guarda-redes fazendo assim o primeiro da partida.

Víamos assim a equipa de Pedro Russiano chegar à vantagem e antevia-se um aumento de intensidade por parte do Praiense. No entanto, e apesar de ir dominando a posse de bola, a equipa visitante não conseguia criar reais chances de golo – tirando um lance já perto do fim com Rúben Nunes a desviar para canto e assim o resultado ao intervalo assinalava 1-0 favorável ao Amora.

No segundo tempo o Praiense entrou diferente, mais incisivo e objectivo na posse de bola, criando algumas dificuldades nos minutos iniciais. No entanto, era o Amora que criava mais perigo, novamente através de jogadas pelas alas explorando as lacunas defensivas dos açorianos bem como a explosividade de Joca e Elói. A equipa amorense ia acumulando lances de perigo e teve várias oportunidades de dilatar a vantagem, mas ia falhando na finalização, acertando no poste ou vendo um dos defesas do Praiense desviar no último momento.

Ia-se assistindo a um excelente jogo de futebol, com intensidade e procura de vitória por parte das duas equipas, mas os últimos 20 minutos foram marcados por longos períodos de jogo parado devido a distúrbios vindos das bancadas.

A qualidade de jogo ia descendo, com os visitantes a procurarem o empate de todas as maneiras, mas esbatendo num inspirado Patrick que ia mantendo a sua baliza inviolada.

Nos últimos minutos, e com o Praiense reduzido a dez unidades, Rúben Fidalgo recebeu uma bola junto ao meio campo e partiu em direcção à baliza. Com 93 minutos de jogo e depois de ter fintado dois adversários já dentro da área, o avançado do Amora foi derrubado com o árbitro a assinalar a segunda grande penalidade do jogo e a expulsar mais um defesa do Praiense. Foi o próprio Rúben Fidalgo que assumiu a marcação da grande penalidade, rematando forte para o centro da baliza e fazendo assim o segundo do Amora, fechando o marcador e levando ao delírio as centenas de pessoas que se deslocaram ao Estádio da Medideira para assistir ao jogo.

O Amora soma assim três importantes pontos na luta pelos lugares cimeiros e na próxima jornada desloca-se a Marvila para enfrentar o Clube Oriental de Lisboa, em mais uma partida extremamente importante para as ambições amorenses.

 

Viva o Amora Futebol Clube!

Direcção de Comunicação – Amora FC

Deixar Resposta